A Garganta da Serpente
Veneno Crônico crônicas
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Como Arrumar um Namorado Para o Dia dos Namorados Em 5 Dias

(Luciana do Rocio Mallon)

Ale era uma moça de 21 anos, moradora de uma cidade do interior de apenas 5000 habitantes, dona de um carro luxuoso e muito promíscua, pois até esta sua idade ela já tinha namorado todos os homens solteiros do lugar, fora os seus casos com comprometidos. Porém, todo o ano, Ale fazia a mesma reclamação:

- Sempre tenho namorado, menos no Dia dos Namorados!

Então, no meio de mais uma lamentação, esta mulher olhou no calendário e gritou:

- Faltam cinco dias para o Dia dos Namorados!

- Eu preciso arrumar um homem logo!

Naquele instante sua amiga, Melissa, que escutou tudo, abriu a porta da casa e exclamou:

- Não se desespere!

- Você pode fazer a simpatia no Dia de Santo Antônio!

Ale implicou:

- Não tem como, pois o dia deste santo é 13 de junho e o Dia dos Namorados é dia 12!

A colega insistiu:

- Podemos fazer uma simpatia que, pode ser feita antes do dia do casamenteiro e é assim:

- Você pega uma estátua do santo, tira o menino Jesus do colo dele e fala:

- Só devolvo o bebê se o senhor me trouxer um namorado antes do Dia 12 de Junho.

- Espere um instante que trarei a imagem do casamenteiro.

Deste jeito, Melissa trouxe a imagem do santo e sua amiga fez a simpatia.

Naquele dia, houve um baile no clube chamado Congresso e Ale tentou flertar com todos da festa, mas não teve sorte, pois apenas seus ex-namorados estavam lá e todos muito bem acompanhados. Assim ela comentou com a colega:

- Não é possível!

- Se ainda houvesse um forasteiro por aqui...

Melissa falou:

- Amanhã haverá uma festa no clube chamado Sete de Setembro e sempre aparecem forasteiros por lá. Mas eu sugiro uma idéia criativa: que você vista uma camiseta com os seguintes dizeres: “Quero ser sua namorada, por isto não fique apenas comigo. Faça um teste-drive de quatro dias.”

No dia seguinte Ale mandou imprimir uma blusa com estas frases numa serigrafia e assim foi vestida para a festa. Chegando lá um desconhecido, leu os dizeres, aproximou-se dela e exclamou:

- Eu aceito fazer o teste-drive!

No dia seguinte Ale preparou um almoço para apresentar seu novo namorado a sua família. Depois os dois andaram de mãos dadas pela cidade apenas se beijando e não falando nada.

Quando chegou o Dia 12 de Junho, o casal foi até o clube Congresso para o tradicional Baile dos Namorados onde os apaixonados faziam suas famosas trocas de presentes. Ale deu um urso de pelúcia para seu pretendente e ele ofereceu-lhe uma caixa de papelão, em forma de coração, muito leve e falou:

- Por favor, não abra agora!

- Poderia me emprestar a chave do seu carro, Alezinha?

A moça deu a chave para o rapaz e ficou esperando seu amado voltar por cinco horas. Então ela abriu a caixa, onde havia o seguinte bilhete:

- Você fez um teste-drive comigo e eu farei uma prova semelhante com o seu carro. Se eu gostar nunca mais devolverei o automóvel. Além disto, aposto que você me namorou apenas para não passar o Dia dos Namorados sozinha.

  • 1846 visitas desde 7/06/2010
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente