A Garganta da Serpente

Luís Carlos de Oliveira

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Do Cravo

Desde que a vida
nos declare
seremos,
além dos mares,
distâncias em olhares,
pares.

Se durar um dia,
se um ano durar...
Bodas de Alegria!
Que bela, de honra a dama!
Cemitério do tédio,
canteiro de poemas,
celeiro de fantasias
( barracão de escola de samba );
a partir de agora cronometre com sorriso
a magia das horas.

Desde que a vida
nos separe
seremos,
além dos olhares,
distâncias em mares,
pares.


(Luís Carlos de Oliveira)


voltar última atualização: 25/03/2000
5368 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente