A Garganta da Serpente

Lilith da Lua Negra

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Corações empedernidos

Cheios de torpor e dor...
Habitamos em um mundo fatídico...
ao qual cotidianamente nos debilitamos...
Temor,mágoa...
Sentimentos eminentes em corações latejantes...
Corações empedernidos por razões concretas...
Razões as quais a escuridão é a melhor escapatória...
Na obscuridade de nossa essência nos espreitamos de nossas quimeras...
Sentir-se só em meio a profusão...
Tornou-se uma coisa latente...
Somos descendentes da desventura....
Amantes secretos da imprecisão e da compaixão...
Compaixão essa que às vezes mesmo tendo que expressar satisfação,ela está em nosso âmago...
Um vazio,um vácuo que não tem preenchimento...
E assim vivemos em nossa insanidade singular e indispensável....


(Lilith da Lua Negra)


voltar última atualização: 20/05/2010
10274 visitas desde 15/02/2008
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente