A Garganta da Serpente

Aurelino Costa

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página


E na memória
O cheiro

Que me acode
E sacode
Nestas manhas
De Fevereiro


E as favas
Que foram queimadas
Pela geada


E a carne
Ao fumeiro

Entremeada

(Poema do livro "Na Raiz do Tempo")


(Aurelino Costa)


voltar última atualização: 09/03/2009
12195 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente