A Garganta da Serpente

Ariana Arivielo

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

SONETO DE PAIXÃO

Eu já nem posso respirar quando você está perto,
Você me tira o fôlego quando sorri pra mim
E se diz qualquer coisa eu me afundo no desejo
Que tua voz doce me desperta tão profundo...

O que me resta então menino? Sei que não podes
Amar-me, mas eu já te amo e a perdição me aguarda
Adiante com um litro de lágrimas a derramar,
Porque sei que nunca será meu o teu amor.

Eu queria te abraçar pra sempre, porque teu corpo
É meu abrigo mais seguro e o teu cheiro me encanta
Me persegue aonde eu vou , eu te amo tanto...

Meus sonhos já não me contentam, eu quero você!
Mas bem perto, real, quente e verdadeiro, como o amor
Tem de ser, será que existe alguém mais apaixonada que eu?


(Ariana Arivielo)


voltar última atualização: 15/02/2011
10054 visitas desde 03/05/2010

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente