A Garganta da Serpente

Angela Oliveira

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

AMOR E ALMA

portas se fecharam
paredes sem janelas
trancaram o amor à sete chaves
que vive triste e prisioneiro...

da torre não poderá jogar-se
para beber na taça da águia
as águas negras do terrível rio
que o levarão à morte...

mas mesmo trancafiado
não é vazio de desafios
se eterniza na redenção
da imortal beleza...

apenas está adormecido
a espera de um sopro de brisa
não fracassou, se sensibiliza
para poder transcender...


(Angela Oliveira)


voltar última atualização: 16/04/2007
12673 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente