A Garganta da Serpente

André Luis Aquino

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Mudanças

Estou passando por mudanças
E elas têm me feito mais forte
Estou tentando reencontrar meu caminho
E redefinir um novo norte

O sangue já coagulou
No meu antigo corte
Procuro sempre contar comigo
Para não depender mais da sorte
Levou muito tempo para descobrir
Os muitos que viviam calados
Dentro de mim

Já estava com tantas saudades
Dessa parte minha
Que não se mostra facilmente
Aprisionada no fundo do meu peito
Ela quer voltar a gritar

Estou passando por mudanças
E quero esquecer de como antes
Eu me sentia
Em um corpo sem alma
Num deserto sem estrelas
Numa sala vazia

Estou passando por mudanças
E levei muito tempo para perceber
Que meu coração estava cego
E o que os meus olhos viam
Na verdade não passava
De mera ilusão

Estou passando por mudanças
Sem precisar de confusão
As coisas vão mudando de lugar
Sem precisar fazer alarde
E isso não dói
Só arde

Já era mesmo hora
De mudar de direção
A vida estava ficando pelo avesso
E o fim agora
Está parecendo com o começo


(André Luis Aquino)


voltar última atualização: 02/01/2004
8449 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente