A Garganta da Serpente

Andityas Soares de Moura

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

MANIFESTO : ILUSIONISTA

ainda tenho a primeira
mordida guardada em uma
caixinha de veludo
                           de marfim, se
                               quiseres

o fumo seco
resvala nas
escuridões
                  da ponte
São tuas companheiras
       em jogos contraditórios.
                               assim como crocodilos,
                               expõem-se ao calor
                               matinal;
                               e se ninguém as reconhece,
                               atormentam com pesadelos
                               o sono dos bebês de colo

(Poemas do livro "Lentus in Umbra")


(Andityas Soares de Moura)


voltar última atualização: 02/09/2010
12013 visitas desde 01/07/2005
Que tal comprar um livro de Andityas Soares de Moura?


  • Auroras Consurgem

  • Fomeforte

  • Oroboro


Poemas deste autor:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente