A Garganta da Serpente

Antônio Carlos Tórtoro

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

KOKURA

Reclamo de nuvens negras
que pairam sobre minha vida.
Cúmulos de angústia.
Tempestade de tensões.
Meu Deus
que tortura!
Meu mal é cega loucura.

Reclamo do véu nublado
que ronda o meu destino.
Manto de incertezas.
Tormenta e desilusões.
Meu Deus
que amargura!
É um mal que não tem cura.

Reclamo em pleno agosto
sem gosto de olhar meu céu.
Na distante Nagasaki
clarão revela a dor...
Meu Deus
esperança pura !!!
Mau tempo salvou Kokura.


(Antônio Carlos Tórtoro)


voltar última atualização: 07/08/2007
11717 visitas desde 01/07/2005

Poemas deste autor:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente