A Garganta da Serpente

Ana Alice Zanettini

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

O amor é incerto

Posso estar enganada, pode o destino estar certo.
Não sei decifrar entre o certo e o errado.
O caminho é incerto, um labirinto aberto.
Sedução paixão amor! O Amor incerto
Um olhar distante parece um deserto,
... o meu amor o destino incerto.

Procuro por todos os cantos para saber o que é certo,
meus pensamentos são incertos.
Uma suave lembrança...
Noite calma sobre a luz da lua.
Saudades só o que resta... Também é incerta.
Meu corpo febril queima de desejos

Meu destino é incerto, não sei o que é certo.
Madrugada calada, ruídos alucinantes, minha cama fria e vazia.
A vida é certa o meu destino é incerto
Com o destino certo ou incerto, sou um ser único no Universo.
Um presente divino de Deus, isto é certo.

(2002)

(Ana Alice Zanettini)


voltar última atualização: 30/08/2004
6623 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente