A Garganta da Serpente

Ana Guimarães

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

CINZAS

Quando o dia
parecia um deserto
e à noite
desperto
esperando
em caravana seguia
você chegou
trazendo folia
música
fantasia
lançando perfume
às minhas cinzas
que rubras ficavam
e renasciam.
O carnaval acabou
seu bloco passou, se foi
deixei de brincar
e me pus a dormir
pra não mais sonhar


(Ana Guimarães)


voltar última atualização: 11/12/2007
15874 visitas desde 23/09/2005

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente