A Garganta da Serpente

Alê Quites

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Esconde-esconde

Perdi-me em suas gargalhadas,
com o ouvido cheio dos movimentos dos teus lábios,
a língua cheia de brilho sons.

Muitas vezes perdi-me pelo tom,
como me perco em suas respirações;
tem dom o seu com.

Como me acho no seu coração,
perdi-me muitas vezes pelo não.
Das cenas imóveis que fico sem chão.

Eu brinco de esconde-esconde.
Nem há ninguém que, ao tocar me perdi;
você me procura e logo encontra.

Vamos! Eu já estou de olhos fechados.
Perdi-me muitas vezes no seu olhar,
agora é sua vez de me achar.
Vem brincar!


(Alê Quites)


voltar última atualização: 11/03/2008
6951 visitas desde 01/06/2007

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente