A Garganta da Serpente

Aimar Nicoletti

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

MINH'ALMA NÃO AGRADA A SUA

Minh'alma não grada a sua
Natureza feminina
Que age e não recua
Frente àquilo que determina.

Tudo emociona em tua arte
De viver o dia-a-dia
Renascendo em toda a parte
O que já antes não vivia.

Tua igualdade ignorada
Por um passado masculino
Embora sempre reclamada
Em cada toque feminino.

Que palavra alcançaria
Alojada em cada verso
Toda tua harmonia
De que reclama o universo.


(Aimar Nicoletti)


voltar última atualização: 10/09/1999
5989 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente