A Garganta da Serpente

Aecio Kauffmann

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Este meu jeito

O meu amor não tem
os estremecimentos
que tão comuns
a quem se diz enamorado.

O meu amor se furta tanto
a alguns momentos
por formação( na timidez)
não por enfado.

Ninguém mais que eu
amou os pais e a irmandade;
ninguém mais que eu
tem pelas filhas o meu afeto;
ninguém mais que eu
tem pela neta afinidades,
ninguém mais que eu
tem mais amor
pelos seus netos.

E a minha doce,
suave e terna
companheira...
Há.... quanta vez
não hei de tê-la
magoado...
E, no entanto,
é na verdade
tão inteira
esta afeição
que lhe dedico...
apaixonado.

Contudo,
guardo-me
a medo,
e enrustido,
angustiado
lá me vou
calcando ao peito
o que é espontâneo
em meu ser,
tão convalido
e a duras penas,
tendo que aceitar
meu jeito.


(Aecio Kauffmann)


voltar última atualização: 14/02/2009
28265 visitas desde 26/12/2007
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente