A Garganta da Serpente

Aecio Kauffmann

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Noratinha

Tu és assim...
toda ternura e encanto
o apoio firme, o doce refrigério
do menestrel de tantos tristes cantos...
És como a fé dos simples...sem mistérios.

Tu és assim...
o sonho alcandorado,
fonte infinita aonde encontra alento
e o abrigo amigo, eu ,viajor cansado
de estradejar em busca do meu tempo.

Tu és assim...
E os versos meus,chorando
em cada rima, buscam-te as mais raras
p'ra te dizer de todo o meu carinho.

Tu és assim...
Vens por aí semeando
os sonhos teus e as ilusões mais caras
plantando amor por todo o teu caminho.


(Aecio Kauffmann)


voltar última atualização: 14/02/2009
28258 visitas desde 26/12/2007
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente