A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

PARTES

O que é um sorriso,
Sem o rosto ?

O que é um beijo,
Sem o gosto ?

O que é o poeta,
Sem uma caneta ?

O que é um verso,
Sem um papel ?

O que é um amor,
Sem saudade ?

O que é um bêbado,
Sem uma canção triste ?

O que é um coito,
Sem cansaço ?

O que é um desejo,
Sem sede ?

O que é a claridade,
Sem uma janela pra entrar ?

O que é o por de sol,
Sem alguém pra admirar

Para cada coisa
Existe a sua parte
Que não é a coisa,
Mas faz parte

O que sou eu sem você
Metade de mim
Que existe sem sentido
Vagando solta...sem porquê


(Adriana Alves)


voltar última atualização: 05/01/2010
30071 visitas desde 19/12/2007

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente