A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Urucubaca

(Rita Velosa)

Era uma vez uma lula infeliz que reclamava nas profundezas dos jardins de seu palácio encantado:

- Urucubaca! Fizeram urucubaca contra mim! Não sei o que há de errado com esse mar! Minha vontade é mandar distribuir "brioches" para esses peixes miúdos!

- Urucubaca ! Isso só pode ser urucubaca de algum tubarão traidor!

Era o ano de 2005, do século XXI e a lula acreditava ainda em contos de fadas, em gata-borralheira e em urucubaca.

A lula havia chegado naquele lindo dia, toda feliz, balançando alegremente seus tentáculos, mas meio cansada de tanto viajar pelos sete mares do mundo. Deixara o tubarão tomando conta do palácio e arredores.

Recostou-se nas algas verdes entre luzes lindas amarelas, sobre uma pedra azul depositada sobre a areia branca do fundo da praia calma da ilha encantada.

Tudo muito lógico: se a peixarada era tão supersticiosa e se a Lula-Mãe era da peixarada miúda, nada havia de mais natural que uma declaração desse tipo partindo dela.

Em cismar assim sozinha estava, quando aproximou-se Rebordosete , uma arraia gigante, que ela designara para sua conselheira-mor.

A lula então dirige-se a Rebordosete e lhe diz:

- Então, Rebordosete: que história é essa? Eu chego de viagem e encontro meu reino em polvorosa! Eu não lhe ordenei que distribuísse brioches - básicas à vontade para a peixarada miúda? De que tanto eles reclamam? Por acaso você ouviu por aí algum boato, pelos meandros do palácio sobre algum "pai-de-peixe" que anda fazendo urucubaca contra mim? Porque é inacreditável essa maré de ataques e má correnteza que reflui pelo palácio! Desse jeito não vou ter tinta que chegue para soltar e me esconder desses cardumes que me atacam constantemente! E então Rebordosete não vai dizer nada? Vai ficar aí me olhando com essa cara de "não sei o que dizer, melhor me esconder"? Fala sério Rebordosete!

- Senhora Lula-Mãe: não sei de nenhum "pai-de-peixe" lançador de urucubaca mas desconfio do tubarão traidor, que a senhora designou para tomar conta do reino pela senhora. Andei fazendo umas enquetes junto à peixarada miúda e estou convencida , Magnífica Majestade , de que não se trata de urucubaca não! Sei que vou aborrecê-la tremendamente e já peço perdão à Magnífica Majestade por isso ,mas, segundo a enquete, apurei que várias providências emergenciais precisam ser tomadas para evitar a queda de sua "Bast-Ilha Encantada". A senhora Lula-Mãe deseja que eu as relate agora?

- Está bem Rebordosete, mas seja breve, porque tenho um jogo de futebol aquático e uma "happy-hour" marcados para logo mais com os Lula-Lelê!

Tentarei ser breve Magnífica Majestade Lula-Mãe: sei que a senhora acredita em "peixelança" e em urucubaca porém creio que para melhorar as correntezas nefastas em vossa ilha encantada, deveis tomar certas providências imediatamente!

- Fala logo, Rebordosete, deixa de frescura! Que merda!

- Tudo bem! Mas, não seria mais condizente com o cargo de Vossa Magnífica Figura declarar que:

1º - É preciso combater a corrupção e a incompetência que grassam pelo reino.

2º - O protocolo de Kiotomar não está sendo cumprido e não está sendo suficiente para deter o desastre que se anuncia para a peixarada.

3º - É prioridade nacional cassar nossos tubarões e baleias congressistas que andam enfiando os pés pelas mãos e se esquecendo de que ser ético é fundamental e que se desvincularam do compromisso com seus eleitores e com a peixarada miúda.

4º - É fundamental descobrir quem alimenta o caixa- dois escuso e obscuro, de procedência ignorada, que corrompe nossos congressistas e tenta dominar nosso Poder Legislativo.

5º - Precisamos investigar, solucionar e punir rigorosamente os casos de abuso de autoridade, de chacinas, de trabalho escravo, de corrupção e prostituição de peixinhas

menores e de turismo sexual.

6º - É necessário não mais permitir a agiotagem acintosa dos tubarões, que ousam descumprir a constituição da Lulândia e praticam taxas de juros exorbitantemente acima da permitida por lei, e que travam a economia nacional.

7º - É emergencial fechar nossas fronteiras com vigilância pesada e constante para combater tráfico de drogas, armas (redes e arpões), para proteger a integridade, a saúde e a vida de nossa peixarada.

8º - É necessário colocar nosso exercito de cavalos-marinhos, nossa marinha de botos e nossa aeronáutica de peixes-voadores para trabalhar, vigiando ostensivamente as nossas florestas aquáticas, - nosso maior tesouro- para combater as destruições e devastações criminosas, os conflitos armados por disputas de território, o tráfico da fauna e da flora medicinal, ouro e pedras preciosas, peles e peixes ornamentais.

9º - É necessário sindicâncias constantes na Previdência Social da peixarada miúda para detectar e desmontar esquemas e quadrilhas de criminosos que rapinam a instituição deixando nossos pobres peixes e crustáceos velhinhos aposentados à mingua ou com seus direitos afetados.

10º - É urgente desvincular nosso Correio , de bancos (de areia) e baús (de piratas) que causam entraves, filas homéricas, desvio de funções, mau atendimento e uma série de outros problemas que desonram essa instituição nacional.

11º - É prioridade nacional investir pesadamente na educação fundamental, básica e superior com verbas voltadas para a melhoria da formação ética, política e filosófica de nossa peixarada bem como voltá-la para a tecnologia de ponta, para a biotecnologia - para a proteção e aprimoramento de nossa biodiversidade e meio ambiente em geral -, e para a área de serviços - voltada para o mercado interno e para o turismo internacional.

12º - É preciso injetar mais verbas na saúde da peixarada para que o peixe mais pobre pare de ser torturado e humilhado, e pare de se desesperar e morrer em filas de espera por atendimento médico e odontológico- (já tem até peixe-serra desdentado).

13º - É mais que urgente reconstruir nossas correntezas detonadas e intransitáveis: precisamos delas para escoar e fazer circular nossa produção. Sem correntes fortes, o país para!

- Ai Rebordosete! Chega! Como você é chata! Só sabe falar de problemas! Você tem que aprender a ser mais "light", mais "soft", mais "flex"! Eu sou mais prática! Para mim, tudo isso não passa de urucubaca de pai-de-peixe, encomendada por tubarões traidores que querem roubar meu reino. Distribua mais néctar e brioches - básicas para a peixarada e não me aborreça mais! Ah... e marque uma nadada na corrente das onze para mim. Vou prô mar-do-norte. Lá tudo é mais "cool"!

  • 2504 visitas desde 9/06/2006
menu
Lista dos 2201 contos em ordem alfabética por:
Prenome do autor:
Título do conto:

Últimos contos inseridos:
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br