A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Férias floridas

(Pimentinha)

Hera bonita à manhã a primavera e a margarida admirou-se com a vistosidade do lírio aquelas horas. Lembraram-se dos bons tempos que percorriam as pradarias com lúpulo e cevada a cultivar. O confrei e sua mulher traziam novidades das alagadas terras do amazonas, dos lanches da tarde ao deleite de mescal e umbu, e de seus célebres encontros com salvia.

- Divina floresta, não!, suspirou à salsa, recordando também as importantes festividades envolvendo toda a família das rosas. Muito bem acompanhados do suco de caju e o cânhamo já crescido, apressaram-se com a coca a tira-colo em partir para o local na fronteira com Mato Grosso. Assim, perfumaram-se todos e partiu a trupe, faltando apenas pegar bela-dona e sempre-viva no caminho.

A satisfação era mui grande pois se tratava da "Festa Anual das Camelitas"! Na recepção, a musa da angélica e o casal dama-da-noite e cardo-santo apresentavam a maravilha que era a parentada de rosas, com cores vislumbrantes e híbridas de aromas diversos de frutas do campo, cada uma com sua beleza inconfundível, enquanto o sasafrão ajuntava os recém-chegados entre a grama e as orquídeas.

Quase ao mesmo tempo, o louro e os primos mais distantes chegavam do Peru, embasbacados pela viagem, com sua paisagem montanhosa e irregular de florestas paradisíacas e inesquecíveis. Diziam que no caminho as crianças se divertiam brincando de estátua de mamona, enquanto as primas urtiga e bromélia montavam um ramalhete de girassol para presentear a rosa-mãe.

À média estação, depois de muitas danças e cantorias, as decoradoras melissa e verônica apressaram os preparativos para o evento principal, arrumando o saião e os pêlos desarrumados. Até o sol raiar, a festa mais uma vez superou as expectativas, terminando com o desfile das campeãs Flamboyã e Carmelita e o recebimento do famoso troféu "Tia

Leguminosa".

Pois assim aconteceu também, como no festival do último ano, e da noite regrada a muitos copos-de-leite e amor-perfeito, pediram licença à madressilva e seu marido, já que a ressaca era grande depois de beberem tanta água.

  • 2277 visitas desde 6/11/2007
menu
Lista dos 2201 contos em ordem alfabética por:
Prenome do autor:
Título do conto:

Últimos contos inseridos:
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br