A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

A transa

(Leonardo de Magalhaens)

A apreensão tira o brilho dos melhores momentos da nossa vida.Isso eu pensava estando reclinado sobre a almofada com o cheiro dela, sob o fardo de todo o meu desejo frustrado.

Momentos perfeitos. Eis o que atormenta nossas imagens eróticas. Aliás, a arquitetura dos momentos perfeitos. O fardo sobre o ombro dos amantes. Esmagamento de todo o real gozo, na plena acepção do termo, quando, oprimidos pela espera a frustrados pelo encontro, deixamos que a leveza do beijo se transforme no encargo da performance, do dever de agradar, de levar o outro ao êxtase jamais antes alcançado e, que julgamos em nossos corações cobiçosos, somente nós, os amantes plenos, poderemos levar a bela que se entrega ao nosso desejo.

Conheci Dorothy no aeroporto, nos fins de uma primavera de promessas, meio enevoada, devido a uma frente fria, diziam, e foi isso que logo comentei com a minha vizinha de poltrona, à espera do voo para o Rio. Trocamos celulares e lembro que, logo de início, enviei muitos torpedos românticos e saborosamente eróticos, quando sentia o perfume da sedução , eu me envolvia em seu cheiro como num agasalho.

Pude reencontrá-la, cerca de um mês depois, em um boulevard de Juiz de Fora e, bebericando café expresso, comentamos nossas últimas façanhas, inclusive as eróticas, amorosas e tal. E logo lembrando um emprego novo, partíamos a descrever os colegas, o charmoso patrão, as pernas da nova secretária, o flagra inusitado de um office-boy se masturbando no toilete, e outras cenas que despertavam olhares de gracejos e desejos.

Marcamos um encontro para a noite seguinte, quando iríamos ao teatro municipal, e aquela sexta-feira terminou com um beijo ardente. Assim, passei o dia seguinte, um sábado de sol, a procurar presentinhos e bibelôs, além de frequentar floriculturas e lojas de moda feminina. Antes de ligar para confirmar o encontro, passei numa farmácia e comprei sabonetes de luxo,

além de preservativos. Estou com uma dúvida aqui, liguei para ela, entre chocolate ou morango, qual seria? Ela riu. Na dúvida, levei um pacotinho de cada sabor.

Um banho rápido, no hotel. No táxi acompanhado pelo silêncio.

Ela atendeu-me sorridente, mas sem arrebatamentos. Eu conferi, mentalmente, a lista de procedimentos, enquanto oferecia os presentes.Esqueci do gracejo, decorado, sobre os sabores. Demorou um século no banheiro. Eu esperava. Ela encarou meu folhear das revistas como frieza.

(Mar/06)

  • 2528 visitas desde 22/09/2009
menu
Lista dos 2201 contos em ordem alfabética por:
Prenome do autor:
Título do conto:

Últimos contos inseridos:
Copyright © 1999-2020 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com.br